transparência

Acerca do modo como as empresas são geridas, mesmo até chegarmos ao modo como a riqueza é distribuída. Parece-me até que é disso que falamos quando estamos em crise.

As crises, segundo Amartya Sen [1], advém do medo que aqueles que detêm os armazens com alimento ou os cofres com dinheiro, têm de lhes faltar o que os farta.

Voltando ao início, segundo Goleman [2], Felix Frankfurter, juiz do supremo tribuna de justiça dos Estados Unidos disse (acho que não foi ele, mas Bradeis [3]) que a luz do Sol é o melhor desinfectante, querendo referir-se que, quanto maior transparência, melhor para a sociedade. Acho que também é disso que se fala quando cumprimentamos a crise como o fazemos hoje e o fizeram outros e o farão outros ainda.

[1] Sen, Amartya; Probreza e fomes, Terramar, 1999, p.217-218;

[2] Goleman, Daniel; FOCO, Circulo de Leitores, 2014, p.98

[3] Bom, parece que quem fez esta afirmação foi Bradeis e não Franfurter: ver estes links:

Transparency and Secrecy: A Reader Linking Literature and Contemporary Debate, Por Suzanne J. Piotrowski, p.80; 

http://www.brandeis.edu/legacyfund/bio.html

http://en.wikipedia.org/wiki/Felix_Frankfurter

degraus sem o serem

há uma estranha sensação de absurdo. não ensinaram que o melhor dos mundo é aquele que vai com justiça. compaixão. solidariedade. é disso que vai normalmente. agora vai qualquer coisa ao lado, mais por dentro do que ao lado, camuflado, vai sobrevivência, uns já  o tinham visto os outros começam a vê-lo. vai um mundo com casca fina misturado com injustiça, desumanização. vai um mundo por si: desenrasca-te! vai com a sobrevivência. esgravatar. vai com salve-se quem puder. se parar pode ser que lhe dê para o viver-com-pouco. pode ser que a ganância lhe dê para viver sem os outros. ou com menos dos outros. se parar pode ser que lhe dê para trabalhar com os outros. mais se gasta quando não vamos juntos. mas dizem que és um puto da mamã. que não te consegues safar por isso. vai à luta. não te disseram que a sustentabilidade é valor. mas já parece é menos do que isso. os seres humanos parecem mais praga que não quer ou não sabe aonde vai. paz ou guerra? Com pouco, com justiça, ou com guerra e falta de compaixão? Com senso ou em selva? O que vai ser? Que bebida vais pedir? é uma confusão maior. se se vai sozinho ou se te levas com o outros. onde pára o equilíbrio? escolho ir com os outros mas quero estar comigo