momento

Com quem dançaste ontem à noite?

Com quem falaste ontem ao fim do dia?

O que pensaste de manhã?

E anteontem, o que imaginaste?

 

Será que tu também vês as paredes que nos rodeiam

será que também sentes a caixa em que vivemos

será que te apercebes que essa caixa encerra a razão

aquela razão que nos atira

num ou noutro sentido: viver ou não.

 

Junho de 2001, Franz E.