aristides

Pois bem, em Vilar Formosa estiveram famílias cujos ascendentes por ali passaram noutros tempos. Decidiram plantar uma árvore, um robusto carvalho. Muito bem. Símbolo de longevidade e força, tal como o exemplo do que este homem fez. Muito bem repito. Mas o dito carvalho está seco. Passei por lá e vi. Procurei, para o fundo da estação, junto a um lugar esquecido, um não-lugar.

A triste sina deste homem, molestado pelo facisto, molestado pela democracia, ou alguém andou a enganar alguém com a visita dos familiares? Ou alguém anda a vender a alguém qualqure sonho? Pena que se use essa história de coragem, que uns sonham que sabem o que é e outros, poucos, sabem o que significa. Será?