O democrata e os outros


Custa a querer que um homem destes morra assim, às mãos da estupidez. É assim que é. É assim a que estamos habituados.

https://www.dn.pt/mundo/quem-matou-olof-palme-a-policia-sueca-vai-responder-34-anos-depois-12291804.html

3 thoughts on “O democrata e os outros

    1. Não definiivamente e em todo o lado. Somos ditadores por natureza. O outro assusta sempre e raramente lhe ouvimos a opinião com a atenção devida, não somos tolerantes. Se uma ditadura chegasse e se sentasse estaríamos todos a acenar que sim, tal como com a democracia, agora somos todos democratas… interessa: mudam-se os tempos mudam-se as vontades, ou albarda-se o burro à vontade do dono, ou dançamos conforme a música. E só no extremo da miséria combatemos o fascismo, a intolerância ou pela liberdade. Somo naturalmente vira casacas e muit maleáveis. Há os outros, raros, que são de facto democratas: levantaram-se por isso, bateram-se por isso, com coragem, sem tréguas. Quase todos morrem a fazê-lo.

    2. Dificil porque somos todos ditadores. Estes hábitos estão tão enraizados no nosso “software” que a democracia é uma estranheza. A Democracia é o melhorzito que é possível, é aquele que combina todos, mas como somos todos ditadores, a coisa pode voltar para trás, embora com mais dificuldade, do que antes. Há estes que são democratas, veem mais à frente e, seguro seguro, pdoemos segui-los.

Deixe uma Resposta para Franz E. Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s