loucura


há uma loucura que não pára, não pára, não pára. só não esquecemos os bolsos cheios e o umbigo farto, cheios de nós com menos dos outros, com mais de coisas que usamos e menos da casa que vamos deixar para quem como nós chega aqui, sempre de novo, sempre com esperança, vontade até de mudar o que está. ainda bem. ao contrário isto era só uma lixeira a céu aberto com almas e tudo, escancaradas e vazias

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s